A Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) encerra nesta terça-feira, 5, no município de Guaraí, o terceiro curso sobre barreira volante com a participação de fiscais de defesa agropecuária da Agência. A capacitação, integrada por aula prática e teórica, conta com a participação da Polícia Rodoviária Federal (PRF), e tem como objetivo alinhar ações de fiscalizações e atualizar o conhecimento técnico sobre as legislações vigentes, dando mais segurança aos condutores e aos fiscais.

O Tocantins conta com 14 barreiras volantes, responsáveis pela fiscalização de trânsito de animais, produtos e subprodutos de origem animal, e vegetal. Em 2016, fiscalizaram 21,6 mil veículos em todo o Estado. De acordo com o presidente da Adapec, Humberto Camelo, modernizar a atuação nas barreiras móveis fortalece a manutenção da vigilância zoofitossanitária, e promove a valorização profissional. “Os três cursos abrangem todos os servidores que trabalham nessas barreiras, presentes em todas as regiões do Estado. É mais conhecimento e preparo para desempenharem as suas funções num trabalho de grande importância para a população e a agropecuária Tocantinense”, afirmou.

As palestras abordaram temas sobre trânsito animal e vegetal, autos de infração, legislação e inspeção animal. Na aula prática, que será realizada no período da tarde, os profissionais participam de blitz com a PRF e Polícia Militar.

Para o fiscal de defesa agropecuária, Oliveiros Borges Júnior, o curso é uma oportunidade de discutir sobre a legislação, reciclar e aprender novas técnicas de abordagens. “Com as novas experiências adquiridas me sinto mais preparado e seguro para desempenhar o meu trabalho, e evitar grandes riscos”, comentou. A gerente de avaliação, controle e fiscalização animal da Adapec, Laudicéia Teles, complementou, “Conseguimos atender uma antiga demanda desses profissionais, fechamos um círculo com um grande diferencial de aprendizado, acredito que todos sairão enriquecidos”, pontuou.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.