Delegados da Polícia Civil e Representantes da OAB

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e OAB-TO promoveram, na tarde desta quinta-feira, 31, em Araguaína-TO, uma grande mobilização sem precedentes no estado, em defesa da advocacia. A concentração aconteceu na sede da subseção da Ordem na cidade e contou com marcha pelas ruas em um ato público na Praça das Bandeiras.

Estavam presentes os Delegados da regional de Araguaína José Rérrison Macêdo, Guilherme Torres, Bruno Boa Ventura e Luiz Gonzaga.  O presidente nacional da OAB, Cláudio Lamachia, o vice-presidente nacional da Ordem, Luís Cláudio da Silva Chaves, o presidente da instituição no Tocantins, Walter Ohofugi e outros seis presidentes de Seccionais da Ordem da Região Norte do País.

O ato foi feito em reação ao assassinato do advogado, Danillo Sandes Pereira, 30 anos, que aconteceu no final do mês de julho. E que graças ao trabalho da Polícia Civil na última quarta-feira, 29, Robson Barbosa da Costa, 32 anos, o acusado de ser o mandante do assassinato foi preso.

Cláudio Lamachia, presidente nacional da OAB parabenizou o trabalho realizado pela Polícia Civil do Tocantins, em especial a equipe de Araguaína, pelo trabalho realizado no caso do advogado, Danillo Sandes.

De acordo com o Delegado filiado ao Sindicato dos Delegados de Polícia Civil do Tocantins – Sindepol/TO, José Rerisson Macedo, responsável pelas investigações do caso, o crime teve como causa um inventário no qual o advogado estava trabalhando. “Danillo não aceitou pressões do acusado do homicídio que queria fraudar a distribuição de bens do inventário para ficar com mais dinheiro. Por isso teve a sua vida ceivada. Ao todo, a herança em discussão girava em torno de 7 milhões de reais,” afirma o Delegado.

Rerisson ainda, que a Polícia Civil segue a procura dos demais envolvidos “as investigações continuam, a Polícia Civil vai trabalhar incansavelmente para chegar à conclusão desse inquérito com êxito,” falou ainda da importância dos novos concursados nesse processo, “estamos cumprindo o nosso papel junto a população e a vinda dos novos Delegados contribuíram muito para o trabalho, assim como a parceria junto ao Secretário de Segurança Pública e ao Delegado Geral,” destaca o Delegado.

Cinthia Paula de Lima, presidenta do Sindepol/TO afirma que o trabalho da Polícia Civil no estado tem tido grande destaque “o aumento no número dos policiais proporcionam a população  estar mais segura e a equipe mais bem preparada para prestar um trabalho eficiente,” conclui a Presidenta.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.