Localizada a cerca de 30 quilômetros de Araguaína, a cidade de Carmolândia também recebe apoio da Agência Tocantinense de Saneamento (ATS), em seu sistema de abastecimento. São três caminhões-pipa à disposição da população, que há meses sofre com a  estiagem. O Rio Boa Vista, que fica a sete quilômetros da cidade, secou e a água servida aos consumidores estava sendo captada numa represa e despejada no sistema de captação da Agência. Mas com as chuvas desta semana, o cenário já começou a mudar.

Por dia, os caminhões serviam 140 metros cúbicos de água. Com essa quantidade, praticamente não havia desabastecimento na cidade, tranquilizando moradoras como dona Ismar Santos Fernandes. “Aqui em casa era pouca água na cisterna e era preciso regrar para ajudar os vizinhos. Era cada um com um balde levando para suas casas. Foi preocupante e a gente teve que aproveitar cada pouquinho”, disse, que ficou tranquila quando a ATS começou a ajudar com os caminhões-pipa. “Agora está bom, pois sem água não dá”, disse.

Quem também precisou buscar água no vizinho foi a Dona Maria Idalina. “Foi pelo milagre de Deus, porque água em casa faz falta, pois temos que lavar roupa, limpar a casa, cozinhar. Sem água é muito difícil”, relata. Para Idalina, “mais do que nunca é preciso ter cuidado com a água”. “Faltar água é muito triste. É preciso cuidar para não faltar”, salientou.

Dona Maria Idalina destacou a ação dos caminhões na região, levando água para o sistema e assim mantendo as torneiras sempre cheias. “Agora resolveu nosso problema, com os caminhões trazendo água. Esperamos que eles continuem”, disse.

Chuva

Neste final de semana, Carmolândia registrou boa quantidade de chuva, o que já começa a mudar o cenário na região, inclusive com o Rio Boa Vista tendo sua vazão recuperada. Para os moradores, as chuvas são as esperanças renovadas, refletindo na tranquilidade de todos que dependem da água para as atividades de casa, do dia a dia e também no campo.

Com os três caminhões operando doze horas por dia, os investimentos da ATS chegavam a R$ 90 mil por mês. Segundo o presidente da ATS, Eder Fernandes, “caso não volte a chover, e havendo necessidade, os caminhões continuarão a servir a população”.

Eder Fernandes destacou que, “atualmente, por questão de emergência, 30 caminhões já foram locados pela ATS para atender 17 cidades em várias regiões do Tocantins, além de perfuração de três poços artesianos”. “Os caminhões consomem investimento de aproximadamente R$ 800 mil”, disse Eder.

Veja abaixo a relação das cidades contempladas com caminhões, poços artesianos, e outras ações da ATS.

Municípios Região Atendimento

Conceição do Tocantins

sudeste 2 caminhões-pipa
Jaú do TO. sudeste 1 caminhão-pipa
Pindorama sudeste 9 caminhões-pipa, 1 est. de captação móvel
Ponte Alta do Bom Jesus sudeste 1 caminhão-pipa
São Valério sudeste 2 caminhões-pipa
Silvanópolis sudeste rec. represa e est. de captação móvel
Ipueiras Central 1 caminhão-pipa
Pium Centro-oste 2 caminhões-pipa
Itaporã noroeste 3 caminhões-pipa 1 est. de captação móvel
Presidente Kennedy central 1 pipa e 2 poços
Carmolândia norte 3 caminhões-pipa
Divinópolis central 2 caminhões-pipa
Pau D’Arco noroeste 1 poço-artesiano
Total 30 caminhões pipa e 3 poços

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.