DCIM108MEDIADJI_0013.JPGAs obras da Escola Municipal no Setor Araguaína Sul 2 estão em ritmo acelerado. A escola contará com 12 salas de aula, refeitório, laboratório de informática, biblioteca, banheiros com acessibilidade, além de uma quadra poliesportiva coberta e vestiário. A unidade de ensino atenderá 900 alunos em dois turnos. A obra, que está orçada em mais de R$ 3 milhões, é uma parceria da Prefeitura de Araguaína com o Governo Federal.

A escola está sendo construída em uma área de 2.945 metros quadrados. 30% da obra já estão construídos. A previsão é que, no início do próximo ano letivo, os alunos dos setores Sul, Tereza Hilário Ribeiro, Araguaína Sul 1, 2 e 3, Raizal, Imaculada Conceição e Presidente Lula possam estudar na nova escola.

Mais perto

Para a dona de casa Maria de Fátima, moradora do Setor Araguaína Sul 2, a escola vai facilitar o acompanhamento do filho durante os estudos. “A escola vai ficar menos de 500 metros da minha casa, poderei enxergá-los da minha porta durante a ida dele”, relatou ela.

 Após a conclusão, a unidade de ensino deverá atender alunos do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental e EJA. O diferencial da unidade será o amplo espaço destinado à leitura, assim como a implantação do laboratório de informática e da quadra poliesportiva, que oferecerá condições necessárias para aplicação de aulas de educação física e realização de eventos e projetos da gestão escolar.

Para o secretário da Educação, Jocirley de Oliveira, a construção da escola é o compromisso da Prefeitura com a educação dos araguainenses. “Oferecer educação com a estrutura que os profissionais e alunos precisam tem sido o diferencial dessa gestão”, pontuou ele.

Melhorias na Educação

Nesses dois anos e oito meses de gestão, foram ampliadas 14 unidades de ensino, nove foram reformadas, duas reconstruídas, três construídas e entregues a população, 11 unidades estão em construção. Além desses investimentos, estão sendo executadas 2 coberturas de quadras e a construção de três ginásios dentro das unidades de ensino.

O número de vagas ofertadas na Rede Municipal de Ensino passou de 12 para 18 mil. Até dezembro, todas as salas de aulas estarão climatizadas. Ainda dentre as ações realizadas e que continuam a serem feitas, pode-se destacar os recursos financeiros do orçamento municipal, são investidos mais de 39%. Sendo que o valor obrigatório é de 25%.

Em março, Araguaína recebeu o Prêmio “Excelência em Educação”, concedido pelo Instituto Ayrton Senna. Evasão zero e redução da distorção idade-série foram alguns dos indicadores que colocaram a cidade entre os 11 municípios brasileiros homenageados.

Em abril, Araguaína também foi um dos 100 municípios escolhidos para receber o Prêmio Gestor Nota 10 e Certificado de Qualidade Total Brasil/Suíça, concedido pela União Brasileira de Divulgação (UBD). O Município teve destaque nas pesquisas de utilidades públicas realizada pela UBD na Esfera Educação e Infraestrutura. A pesquisa foi realizada em 4.290 municípios brasileiros.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.