Na manhã desta quinta-feira, 17, policiais civis da 2ª Delegacia de Polícia de Araguaína, no Norte do Estado, comandados pela delegada Antônia Ferreira dos Santos, deram cumprimento a um mandado de prisão temporária em desfavor de Antônio Rodrigo de Oliveira Cardoso, 22 anos de idade. Ele é o principal suspeito de assaltar uma imobiliária, crime ocorrido no dia 15 de julho de 2015, naquele município e foi preso, quando se encontrava em sua residência.

Conforme a delegada, na época dos fatos, Antônio, armado com um revólver calibre 38, adentrou ao estabelecimento, que fica localizado no centro da cidade, e subtraiu de um cliente, a quantia de R$7.000,00, no momento em que o homem efetuava o pagamento de um aluguel. Dando continuidade a ação criminosa, o suspeito, utilizando-se de extrema violência e fazendo ameaças o tempo todo, arrancou um cordão de ouro do pescoço de outro cliente, sendo que toda à ação foi grava pelas câmeras de segurança do local.

Logo após o crime, os policiais civis da 2ª Delegacia, deram início às investigações e conseguiram identificar Antônio, como sendo o autor do roubo majorado. Com base nessas informações, a delegada representou, junto ao Poder Judiciário, pelos mandados de prisão do acusado, bem como de busca e apreensão em sua residência, os quais foram, de imediato deferidos e cumpridos na manhã desta quinta-feira, com apoio do Delegado Regional Emerson Francisco de Moura, além de policiais civis de outras delegacias.

Ao ser ouvido pela autoridade policial, Antônio confessou a autoria do roubo, dizendo ainda que, de fato, utilizou uma arma calibre 38 para praticar o crime, no entanto, ele afirmou que já teria gasto todo o dinheiro que havia roubado na imobiliária. Em um dos locais, que servia de esconderijo para o acusado, os policiais civis apreenderam uma motocicleta, Honda, modelo CG 150, de cor preta, a qual foi adquirida por Antônio, utilizando parte do dinheiro roubado da imobiliária.

O preso já era reincidente na prática criminosa, uma vez que já havia sido autuado em flagrante e processado por envolvimento no assalto a agência dos Correios de Araguanã, em 2013 e, atualmente cumpria pena, por esse crime em liberdade.

Após os procedimentos cabíveis, o indivíduo foi recolhido à carceragem da Casa de Prisão Provisória de Araguaína – CPPA, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.