Stalin Bucar declara apoio à Carlese

Membro do Partido da República (PR), o deputado estadual Stalin Bucar declarou seu apoio ao governador Mauro Carlesse para a eleição de 7 de outubro. O anúncio ocorreu em reunião nesta segunda-feira, 20, no escritório político da coligação Governo de Atitude, em Palmas. O parlamentar estava acompanhado de vereadores e lideranças políticas de Arapoema, Bom Jesus, Brasilândia e Miranorte, que também declararam apoio ao governador.

“É preciso as pessoas entenderem que nós não podemos mais errar e prejudicar o nosso Estado, porque, se errarmos, as consequências são para o Tocantins e para o povo. Tenho certeza de que o Carlesse será o melhor governador de nossa história”, disse Bucar.

Na eleição suplementar, ainda como suplente, Stalin Bucar acompanhou seu partido, o PR. Com a eleição de Mauro Carlesse para governador e Wanderlei Barbosa para vice-governador, Stalin assumiu como titular a cadeira na Assembleia Legislativa.

 “O Stalin é um homem conhecido, de grandes serviços prestados e que tem muita força pra fazer esse Estado melhorar ainda mais. É um orgulho tê-lo aqui com a gente”, disse o governador sobre a conquista do apoio do deputado.

Acompanharam Stalin Bucar na audiência com o governador a ex-prefeita de Bom Jesus Rosângela Barbosa (PSDB), acompanhada dos vereadores Pedro Machado (PSB) e Marta Oliveira (PDT); o vereador de Brasilândia Loso Martins (PT); o vereador de Arapoema Fabim da Autorescola (PRB), acompanhado dos líderes do PRB local, Iroilton Júnior e Edmilson Pereira; além do vereador de Miranorte Adriano Santiago (PPS) e da ex-vereadora do município Isabela Ponce.

Stalin Bucar argumentou que a escolha de ir para a campanha de Mauro Carlesse deve-se as críticas que Carlos Amastha faz ao que chama de “velha política”. Entretanto, o parlamentar revela que o fator decisivo foi o anúncio precipitado de desistência da candidatura a governador feita pelo pessebista, logo depois revogada. “Não confio nele, perdeu totalmente a credibilidade no meu ponto de vista, e eu não seria irresponsável a ajudar a eleger um governador [Amastha] que, de repente, poderia abandonar o Estado”, decretou o deputado estadual e candidato à reeleição. (Com informações de Cleber Toledo)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.