Os moradores de Araguaína estão assustados com a onda de violência na cidade. Nos primeiros quatro meses do ano houve um aumento de 70% no número de furtos em casas com relação ao mesmo período de 2017.

Dados da Secretara de Segurança Pública (SSP) apontam que entre janeiro e abril deste ano a cidade registrou 126 casos, mais de um por dia. No ano passado foram apenas 52 ocorrências.

Para tentar se proteger, alguns moradores estão investindo em tecnologia e construindo verdadeiras fortalezas. Não é difícil encontrar muros altos, cercas elétricas, câmeras de segurança e portões eletrônicos pela cidade.

Outros contam com os vizinhos e criam grupos em aplicativos de conversa para monitorar as ruas do bairro. “A gente vê uma pessoa suspeita, que entra no bairro de moto ou de carro, ou vê uma ação contra uma pessoa a gente está ali sempre atento para poder postar no grupo”, diz a comerciante Roberta Feijó.

Os donos de lojas voltadas para a segurança também sentiram o aumento na procura por alguns itens. “Hoje a gente tem relatos de clientes nossos que foram assaltados várias vezes”, diz Antônio Carlos Pereira. Na loja dele as vendas cresceram 30%.

A Polícia Militar também tem feito cursos para auxiliar os moradores a identificarem situações de risco e mostrando quem acionar em casos suspeitos.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.