Ponte que dá acesso a assentamento foi incendiada (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Moradores de um assentamento em Darcinópolis, região norte do Tocantins, estão praticamente isolados. É que a ponte que dá acesso à região foi incendiada no início deste mês. Os estudantes precisam viajar quase 10 horas para ir à escola e depois voltar para casa, já que o percurso até a cidade aumentou por causa do desvio.

A ponte de madeira já estava em péssimas condições. Depois que ela foi incendiada, só sobrou a base de concreto e um buraco com mais de 10 metros de altura.

O mecânico Nilton Galdino da Silva colocou galhos na estrada para alertar quem não conhece o caminho. Ele tem uma chácara do outro lado e agora precisa dar uma volta para atravessar o rio e chegar em casa. “O percurso aumenta muito porque você tem que ir por Darcinópolios e mesmo por Darcinópolis ainda tem uns trechos que a gente não consegue passar se não for com veículo traçado. Com carro pequeno não tem possibilidades de a gente trafegar”.

Os estudantes passam cerca de 10 horas dentro do ônibus escolar. Segundo o motorista do micro-ônibus, Edimar Borges, antes o trajeto era de 80 km. Com o desvio, a viagem aumentou para quase 200 km. “Agora que queimaram essa ponte, o percurso dobrou, ficou mais difícil. Então tem que sair mais cedo para pegar os alunos, senão eles chegam atrasados no colégio”.

A estudante Larissa Machado, de 10 anos, é a primeira aluna que o transporte escolar busca em casa. Ela entra às 10h no micro-ônibus e chega às 14h40. Na volta é bem pior. “Eu saio daqui 10h, mas chego aqui 20h30 ou 21h. Quem quer estudar tem que fazer”.

O prefeito de Darcinópolis Jackson Soares informou que está providenciando uma ponte provisória. “Em relação à ponte, que infelizmente foi incendiada, já me comuniquei com os fazendeiros e todos vão doar um pouco de madeira para a gente fazer uma ponte provisória nessa região. Em relação às nossas rotas escolares, todas as nossas estradas estão sendo feitas para melhorar e facilitar o transporte escolar”.

(G1)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.