Freire Júnior

O deputado federal Freire Júnior (MDB), partido do qual ele é membro da executiva estadual, defendeu que a sigla deveria liberar na reunião de quarta-feira, 22, todo o partido para apoiar quem quiser para governador do Tocantins nestas eleições.

É mais um importante emedebista a reagir ao episódio de sábado, 18, em Sítio Novo, quando o candidato apoiado pela legenda, Carlos Amastha (PSB), se recusou a subir no palanque por causa da presença do ex-governador Marcelo Miranda e da ex-primeira-dama e deputada federal Dulce Miranda.

Esse senhor [Amastha] é louco. É bipolar. É absolutamente desequilibrado. O caso dele é de uma clareza e de uma transparência solar: não vai ser resolvido nas praças públicas nem com os líderes. O caso dele só será resolvido num consultório e com psiquiatra”, disparou Freire.

Freire Jr comentou ainda a decisão de Amastha de desistir da candidatura e refluir 24 horas depois. Essa coisa de ir, voltar, ser candidato e depois anunciar que não é, são reações bem infantis. E todo narcisista é infantil. Essa coisa de piti, de pirraça, são características de uma personalidade narcisista, avaliou. (Com: Cleber Toledo)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.