Antônio Ribeiro Barros
Antônio Ribeiro Barros

A polícia de São Miguel do Araguaia no Goiás espera prender nas próximas horas Antônio Ribeiro Barros, de 26 anos, ele é acusado de matar dois bebês gêmeos de onze meses de idade e esfaquear a mãe das crianças.

Os crimes bárbaros foram cometidos na madrugada desta segunda-feira 08, na casa das vítimas no Setor Coab em São Miguel. Segundo a Polícia Civil, o criminoso era ex-namorado da mulher, e não aceitava o fim da relação.

De acordo com o relato do Boletim de Ocorrência da Polícia Militar goiana, feito pela equipe composta pelo Sargento Amauri e o Soldado Alencar, que atenderam ao chamado de socorro, a ex-namorada Thaís Araújo de Oliveira, 23 anos, foi atingida duas vezes, por uma facada nas costas e outra na altura do pescoço e, em seguida, o acusado teria atirado os dois bebês contra a parede e no chão e fugido logo em seguida em uma motocicleta. Thaís ainda está internada.

As crianças sofreram afundamento no crânio e outras lesões decorrentes da brutalidade do agressor. Elas chegaram a ser socorridas pela equipe de plantão do SAMU – Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, e foram levadas para o Hospital Municipal, porém não resistiram aos ferimentos e morreram aproximadamente quatro horas depois de darem entrada no pronto socorro da cidade.

Os corpos das crianças foram encaminhados para o IML de Porangatu. Nesta segunda-feira 08, pela manhã a Polícia Militar fez diligências e localizou o veículo de Antônio, abandonado na fazenda onde ele trabalhava de vaqueiro a cerca de 30 quilômetros da cidade. Mas ele ainda continua foragido.

O suspeito seria de natural de Aliança do Tocantins, a 181 km de Palmas, conforme ele mesmo declarou no seu perfil em rede social. (Com: Norte Online)

A mãe que foi ferida com as crianças que foram assassinadas
A mãe que foi ferida com as crianças que foram assassinadas
Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.