Alan Barbiero
Alan Barbiero

Presidente do Conselho Político da coligação “Palmas bem cuidada”, o professor universitário Alan Barbieiro fez na manhã desta quarta-feira, 17, uma análise do processo eleitoral em Palmas. Ele diz acreditar que no pleito deste ano a população, “consciente que está”, observará a transformação que a cidade teve nos últimos três anos e meio. “A população está cada vez mais consciente e percebe as transformações em todas as áreas da cidade, praticamente tudo melhorou nos últimos três anos e meio”, declarou.

Para Barbiero, o prefeito Carlos Amastha (PSB), candidato à reeleição pela coligação, fará nesta campanha a apresentação da transformação da cidade aos palmenses. “A gestão atual tem muitas melhorias a mostrar, apresentar à sociedade e debater com ela. E, como o prefeito sempre disse: há muito ainda por fazer, melhorar”, afirmou.

Gestão responsável

Entre os pontos citados por ele estão cinco aspectos que ele diz considerar fundamentais para o município. “Inicialmente Palmas se tornou capital do desenvolvimento humano. Não sou eu quem afirma isto, são organizações respeitadas nacionais e internacionais que deram à nossa cidade este título. E por que isto? Porque melhoramos muito a saúde e educação, universalizamos o saneamento e investimos nas atividades de esporte e lazer.”

Outro ponto citado pelo professor foi a gestão de excelência de Amastha. “O prefeito impôs em Palmas aspectos fundamentais de gestão: a excelência, responsabilidade e respeito à coisa pública. Não foi um gestor populista e irresponsável. Palmas não quebrou porque o prefeito teve a coragem de fazer uma reforma fiscal, combater a especulação e a sonegação.”

O terceiro aspecto, segundo Barbiero, é que Palmas está mais bem cuidada. “A cidade está mais limpa, mais bonita, muito diferente de quando a cidade estava cheia de buracos. Dá orgulho quando recebemos visitantes e todos elogiam nossa cidade, as pessoas se apaixonam por Palmas e a nossa autoestima vai lá pra cima”, ressaltou.

Obras e visão política

A excelência em gestão também pode ser percebida na realização de muitas obras dentro de uma nova visão política. Na opinião de Barbieiro, os políticos tradicionais não investem em obra de saneamento e drenagem, pois ficam debaixo da terra. “O Amastha fez diferente. Além disto, existe uma cultura política de deixar obras inacabadas iniciadas em gestões anteriores, o que traz um enorme prejuízo à população”, comentou.

Nesse aspecto, Amastha se mostrou um gestor responsável. “Ora se as obras estavam paradas, o que deveria fazer um gestor responsável? O que me chama mais ainda a atenção é de ver pessoas falando em tom de crítica que o Amastha está fazendo obra de outro prefeito, como se o dinheiro público tivesse dono”, pontuou.  “Além disto, Palmas está repleta de obras novas e com qualidade, como a urbanização do Setor Santo Amaro, pavimentação das quadras, duplicação da Teothônio Norte, construção de escolas de tempo integral”, complementou.

Palmas para o mundo

Por fim, Barbiero ressaltou que a atual gestão  levou “Palmas para o mundo”. “Palmas foi projetada para o mundo e atraiu investimentos e novos  empregos. Os Jogos Mundiais Indígenas e o Iron Man receberam delegações de vários países, propagando a cidade para o Brasil e mundo. Tivemos o retorno financeiro, com a movimentação em todos os setores comerciais, sem contar aquilo que é imensurável: divulgação da cidade como atrativo turístico e de investimento”.

Em função de tudo isto, “quando o eleitor for votar ele vai colocar na balança e comparar com as demais opções e vai escolher aquele com melhores condições para administrar nossa cidade”. “E, sem dúvida, o prefeito Carlos Amastha está bem à frente dos demais”, finalizou.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.