Suspeito de tentativa de estupro é preso pela Polícia Civil no Extremo Norte do Estado
Suspeito de tentativa de estupro é preso pela Polícia
Civil no Extremo Norte do Estado

Após algumas semanas de investigações, policiais civis da 10ª Delegacia Regional de Araguatins, no Norte do Estado, conseguiram localizar o paradeiro de Théssio Freitas Lima, de 28 anos de idade e, na manhã desta quarta-feira, 19, efetuaram sua prisão, quando o mesmo saia de sua residência, a qual fica localizada na Vila Tocantins, no município de Esperantina. Ele é suspeito pela prática do crime de tentativa de estupro e foi capturado, às 7 horas da manhã, em virtude de cumprimento de mandado de prisão preventiva, expedido pelo juízo da Comarca de Augustinópolis.

Conforme o delegado regional, Eduardo Artiaga, no dia 4 de maio de 2008, o indivíduo arrebentou a janela da residência de uma mulher e tentou estuprá-la, todavia, a vítima acordou com o homem rasgando suas roupas e conseguiu se desvencilhar dele, fugindo em busca de socorro. Na época dos fatos, a mulher afirmou, em depoimento que um dia antes do crime, ela estava participando de uma seresta em um clube da cidade, quando Théssio teria tentado iniciar um namoro com ela, que recusou e foi embora do local.O homem teria ficado irritado com a recusa e a seguiu e, por volta das três horas da madrugada, adentrou na residência para atacá-la.

Na época dos fatos, Lima fugiu da cidade passando mais de seis anos escondido, em Aparecida de Goiânia – GO. Recentemente, ele retornou para Esperantina, onde estava vivendo tranquilamente, todavia, a equipe de investigadores da 10ª Regional descobriu seu paradeiro e, o indivíduo foi preso e encaminhado a Delegacia de Polícia de Esperantina, onde foi dado o cumprimento do mandado de prisão. Em seguida, Théssio foi recolhido à Cadeia Pública de Augustinópolis, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

 

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.