Divulgação
Divulgação

O Ministério Público Estadual (MPE) ingressou na Justiça, no último sábado, 29, com representação contra quatro adolescentes suspeitos de participar do estupro de duas crianças no município de Formoso do Araguaia, na região Sul do Tocantins. Na representação, foi pedida a internação provisória dos quatro suspeitos.

Segundo a representação, baseada em boletim de ocorrência circunstanciado conduzido pela Polícia Civil, três adolescentes praticaram o estupro, enquanto o terceiro incentivava o grupo e registrava o ato em imagens, fazendo uso do celular.

Em decorrência da representação, será aberto processo de apuração do ato infracional no Fórum de Formoso do Araguaia. Pela natureza do crime (sexual) e por envolver crianças e adolescentes, o processo correrá em segredo de Justiça.

Também no último sábado, o Ministério Público Estadual requisitou à Polícia Civil a abertura de inquérito policial para apurar a conduta do motorista que conduzia o ônibus escolar onde o estupro ocorreu.

O caso está sendo acompanhado pela Promotora de Justiça Bartira Silva Quinteiro, da Comarca de Formoso do Araguaia.

Entenda

O caso de estupro foi cometido no final de junho, em um ônibus escolar, durante o trajeto entre um assentamento rural e a área urbana da cidade. As vítimas foram duas meninas, uma de sete anos e outra de cinco. Contra a primeira, foi efetuada a conjunção carnal, enquanto a segunda foi vítima de atos libidinosos.

O caso foi denunciado ao MPE em agosto por um familiar de uma das meninas. Em sequência, o Ministério Público requisitou à Delegacia de Polícia Civil que efetuasse as investigações, as quais foram concluídas no último dia 21. Após analisar minuciosamente os autos, a Promotora de Justiça Bartira Silva Quinteiro apresentou a representação e pediu a internação provisória dos adolescentes.(Flavio Herculano)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.