menores
menores

Os menores que participaram de um assalto seguido de espancamento que resultou na morte de um morador no Setor Cimba em Araguaína, têm um perfil agressivo. “Eles são extremamente violentos”, explica o delegado responsável pelo caso, Silneyr Deofanes de Castro.

O crime aconteceu nesta semana e contou com a participação de pelo menos oito jovens. A suspeita da polícia é de que sete adolescentes e um rapaz de 18 anos, que morreu após uma troca de tiros com a polícia, participaram do assalto.

O representante comercial Hegno Paixão Borges, de 48 anos, uma das vítimas do assalto, morreu após ser espancado na casa dele. Ele foi enterrado nesta quarta-feira (20). O filho dele, Hegno Abner Nogueira, de 20 anos, que também foi agredido, chegou a ser internado e ficou em observação no Hospital Regional de Araguaína. A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) informou que o jovem teve alta na noite desta terça-feria (19), por volta das 21h.

Cinco menores foram apreendidos logo depois do crime e dois deles já tinham antecedentes criminais. Segundo a Secretaria de Defesa e Proteção Social (Sedeps), eles são irmãos e haviam cumprido medida socioeducativa por roubo, no Centro de Internação Provisória de Santa Fé do Araguaia (Ceip Norte). Conforme o órgão, os outros menores detidos não têm passagens na polícia.

Ainda segundo a SSP, os menores teriam tentado fugir pela janela da casa, mas não tiveram sucesso. A secretaria informou ainda que os cinco adolescentes confessaram participação no assalto. Eles foram encaminhados para o Ceip Norte, onde vão aguardar por uma decisão da Justiça. (G1)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.