O comandante de policiamento do interior, coronel Paulo de Tarso, revelou que a chacina cometida no município de Alegrete do Piauí, na noite desta terça-feira 18, foi um crime bárbaro, planejado, sem chance de defesa para as vítimas e praticado por mais de um autor.

“Pelas circusntâncias como os corpos foram encontrados, percebemos que não houve reação das vítimas e que duas pesssoas ou até mesmo quatro tenham participado da chacina. As vítimas foram atingidas com tiros na cabeça. Foi um crime bárbaro, mas planejado e esperamos que as investigações cheguem aos autores ou mandantes”, disse o comandante.

Os suspeitos teriam chegado em um veículo, estacionado a alguns metros da residência e seguiram a pé até o local do crime. As vítimas estariam na varanda de casa, quando foram surpreendidas pelos criminosos.

“Cheguei na porta e não tinha ninguém se mexendo. As portas estavam todas abertas e morreram na hora”, disse um dos parentes das vítimas.

A PM acredita que o crime tenha sido motivada por vingança contra uma das vítimas, identificada como Maria do Socorro Carvalho, 23 anos, conhecida como Galega. Ainda de acordo com a polícia, ela depôs sobre a morte de uma estudante em 2012 e de um professor, neste ano.

Os mortos eram todos familiares da estudante e foram identificados como Cícero Domingos de Carvalho (avô), Francisca Luiza de Carvalho (avó), Silvia Francisca de Carvalho (mãe), Sildo de Carvalho (irmão), Bartolomeu Gomes (primo).

“A polícia trabalha com a hipótese do envolvivimento da Galega em dois homicídios na região. Existe ainda um caso de uma emboscada que ocorreu com parentes da vítima na semana passada. A Polícia Civil está investigando”, disse o coronel Paulo de Tarso.

Além de reforço policial das cidades de Picos, Fronteiras e Jaicós, o secretário de Segurança, Fábio Abreu, o delegado-geral, Riedel Batista e o gerente de policiamento do interior, delegado William Morais, se deslocaram até Alegrete do Piauí.

Os corpos foram levados para o Hospital Justino Luz, em Picos. (Cidade Verde)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.