restaurante popular de araguaina
restaurante popular de araguaina

“Sempre que eu vier para o centro da cidade, com certeza eu vou almoçar aqui”, disse, satisfeita, a pensionista Dina Alves da Silva, de 66 anos, enquanto almoçava no primeiro dia de reabertura do Restaurante Popular, no último dia 24. Assim como Dona Dina, populares e autoridades políticas de Araguaína participaram a reinauguração do prédio, que passou por reformas no sistema elétrico e hidráulico, além da pintura nas partes interna e externa.

Presente na reabertura, o prefeito Ronaldo Dimas chamou a atenção para o empenho do poder público para reativar o restaurante. “Desde o começo da gestão estávamos empenhados para reabrir porque sabemos a importância que o restaurante tem para a comunidade. Fizemos a reforma e depois organizamos a licitação, tudo de forma planejada, dentro da regularidade”, explicou.

A secretária de Trabalho e Ação Social, Cleomar Ribeiro, responsável direta pelo Restaurante Popular, também enfatizou a praticidade que o serviço trará para os trabalhadores. “A refeição é servida com agilidade e a um custo muito acessível. E o cidadão poderá ter a certeza que sairá daqui satisfeito, porque os pratos são pensados levando em conta o valor nutricional dos alimentos”, garantiu.

A nutricionista da empresa concessionária do restaurante, Simone Pardini, reforçou a qualidade da alimentação lembrando que “os pratos serão diversos ao longo da semana, mas todos conterão saladas, proteínas, arroz e feijão, além da guarnição, tudo o que o corpo precisa para suportar o dia a dia do trabalhador”.

Refeições aprovadas

O corre-corre do cotidiano é um dos principais motivadores da comerciante Petronília Martins da Silva para almoçar no restaurante popular, além da qualidade da comida também pesa na decisão. “Às vezes faço comida para meus filhos em casa, mas almoço aqui. É perto da minha loja, é mais prático, e tenho a certeza de que estou comendo bem. Eu já era freqüentadora assídua e vou continuar sendo”, enfatizou.

E o preço da refeição também é um importante atrativo, segundo a professora Eliana dos Ângelos. “O restaurante vai ajudar muito quem não tem condições financeiras de almoçar fora todo dia e não tem tempo de voltar pra comer em casa. É maravilhoso”, ressaltou.

Funcionamento

Ao preço unitário de R$ 3,00, com direto a um copo de suco, o Restaurante Popular tem a capacidade de servir até 1000 refeições diárias, de segunda à sexta-feira, das 11 às 14 horas. Refeições balanceadas, com cardápios elaborados por nutricionista e com a fiscalização constante da Vigilância Sanitária são as principais exigências feitas pelo município à empresa RC Nutry Alimentação, vencedora da licitação e que ficará responsável pelo preparo e pré-preparo, transporte e distribuição de alimentos para o Restaurante Popular.

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.