acusados de assalto
acusados de assalto

Em mais um trabalho de policiais do Serviço de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública, núcleo de Imperatriz, sob o comando do delegado Tiago Bardhal, foi presa uma quadrilha especializada em “saidinhas” bancárias em Imperatriz e região.

Na ação policial, foram presos os quadrilheiros Antonio Luís Carvalho, vulgo “Porcão”, 37 anos, considerado o chefe da quadrilha; Zandonai Barbosa Oliveira, 34 anos; Ronaldo Alves da Silva ou Reginaldo Silva Gonçalves, 38 anos; Abel Fabiano Pereira Rolim, 26 anos, que trabalha como vigilante e presta serviços na Ciretran; e Hélio Carvalho Rosal, vulgo “PC”, 28 anos, o único que não é natural de Imperatriz.

Segundo informações do delegado Tiago Bardhal, essa quadrilha foi a autora de duas saidinhas bancárias em Imperatriz, entre quarta e quinta-feira. Nas duas “paradas”, foram roubados de pessoas que tinham acabado de sacar dinheiro em agências bancárias R$ 9 mil, sendo R$ 6 mil na quarta-feira e R$ 3 mil na quinta-feira.

O delegado Bardhal informou que nessa “saidinha” de quinta-feira o bando aproveitou o tumulto em função do incêndio no posto de combustível para agir.

“Chegamos até a persegui-los, mas eles se misturaram na multidão que estava próxima ao posto que se incendiou e não tivemos como prendê-los, pois poderia acontecer troca de tiros. Resolvemos pelo bom senso e esperamos a hora exata para prender o bando”, disse.

A prisão aconteceu próximo a Campestre, quando os quadrilheiros se deslocavam para ações criminosas em Porto Franco.

Quatro acusados foram presos ao serem interceptados em um Fiat Siena, cor prata, placa NHT-4764 Imperatriz, que era conduzido por Antonio Luís Carvalho, o “Porcão”, e o quinto, Hélio Carvalho Rosal, o “PC”, foi interceptado conduzindo a motocicleta Honda Titan cor preta usada para a ação criminosa.

Essa quadrilha age diferente na questão da “saidinha” bancária. Usa a motocicleta normalmente, mas na fuga, após ter consumado a ação criminosa, o Fiat Siena é usado para resgatar um dos dois bandidos que agiram usando a motocicleta, como forma de despistar a polícia.

Três dos cinco acusados presos foram reconhecidos nas duas “saidinhas” em Imperatriz.

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.