golpe do celular
golpe do celular

O morador da cidade de Pedro Afonso-TO, de iniciais E. R.S., foi mais uma vítima do golpe do celular no Tocantins. Ele perdeu R$ 1.250,00 inseridos em créditos em diversos números de celulares desconhecidos.

O fato aconteceu por volta das 17h desta terça-feira (13). Segundo a vítima, uma mensagem em seu celular dizia que ela havia ganhado um prêmio de R$ 75.000,00 e um carro zero km, mas para recebê-los era preciso fazer recargas de créditos em vários números de celulares que lhes foram repassados.

Acreditando na chance de ganhar os prêmios, o morador foi a um estabelecimento comercial e colocou vários créditos e, quando atingiu o valor de R$ 1.250,00 ele disse que não tinha dinheiro para fazer o pagamento. A Polícia Militar foi acionada e constatou que o morador foi vítima do golpe do celular. Em seguida, o chefe do homem compareceu ao local e se comprometeu a pagar a dívida.

Dicas para não cair em golpes

Existem numerosas variantes deste golpe que tem como finalidade principal, normalmente, fazer com que a vítima compre alguns cartões de recarga de celulares pré-pagos e repasse os códigos para os golpistas.

Entre as histórias e desculpas mais utilizadas pelos golpistas para conseguir seus objetivos estão falsas promoções e concursos de companhias telefônicas; falsos concursos e sorteios de grandes empresas; falsos sorteios e concursos de redes televisivas, sobretudo do SBT e empresas coligadas (Baú, organizações Silvio Santos…).

Em todos os casos em que a desculpa for um sorteio, os prêmios sempre são muito interessantes: carros, casas, aparelhos celulares de última geração e dinheiro.

Muito frequente a comunicação do suposto sorteio através de mensagem no celular da vítima, neste caso vindo de outros celulares.

É freqüente também a indicação do número de contato, para maiores informações, como número “gratuito”, quando na realidade é um celular e a ligação é paga.

Ligando de volta de um telefone doméstico se entregará a própria identidade aos bandidos, sendo que eles identificarão o telefone de origem.

Em outros casos o primeiro contato é através de uma ligação, muitas vezes “a cobrar”, quase sempre vindo de um telefone celular ou com número não identificado.

É importante lembrar que, de posse dos números dos cartões de recarga, os golpistas poderão utilizar os créditos comprados pela vítima e recarregar seus próprios celulares.

A Polícia informa que a grande maioria destes golpes tem como finalidade abastecer de créditos celulares utilizados por criminosos dentro das prisões.

Caso seja vítima deste golpe denuncie imediatamente o ocorrido à polícia, fornecendo eventualmente os números dos cartões de recarga fraudados e o telefone de onde se originou a ligação.

Pode também tentar entrar em contato com a companhia telefônica e explicar o ocorrido solicitando o bloqueio dos cartões de recarga para posterior reembolso ou reemissão.

 

(Colaboração Monitor das Fraudes)

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.