lixo
lixo

Lixo depositado na rua antes ou depois da coleta é espalhado por animais ou por vândalos e causa mal cheio e sujeira às vias públicas. Implantação de lixeiras suspensas é uma das saídas apontadas pela Prefeitura.

O número de reclamações de moradores quanto à sujeira e incômodos causados pelo lixo depositado nas ruas tem aumentado. Segundo a Secretaria de Infraestrutura do município, animais e vândalos estão rasgando o lixo colocado nas vias antes ou depois da coleta, dificultando o recolhimento. A Prefeitura de Araguaína informa os horários de recolhimento do lixo e aponta que a implantação de lixeiras suspensas nas residências ameniza os problemas.

“Locais onde existem lixeiras suspensas de até um metro de altura evitam essas ações mesmo que o morador não coloque o lixo no dia correto da coleta. Quem não pode implantá-las, deve obedecer aos dias da coleta”, explicou o diretor de limpeza urbana do município, Walteir Alves. Ele ainda alerta que o lixo exposto no chão pode tornar-se perigoso também para crianças, que acabam tendo contato com materiais tóxicos ou cortantes.

Seleção de Lixo

O diretor lembra que “a grande quantidade de lixo domiciliar pode se tornar matéria-prima para produção de novos produtos”. Alves explica como organizar os resíduos domésticos. “O ideal seria separar o lixo domiciliar em duas partes: a parte não reciclável e a parte reciclável. A não reciclável (tecidos, fraudas descartáveis, papel higiênico, restos de carne, frutas, verduras e outros alimentos) deve ser descartada na coleta que vai para aterros sanitários. Vale lembrar que restos de frutas, cascas e alimentos podem se usados para a fabricação de adubo orgânico. Já o material seco que pode ser reciclado ou reutilizado deve ser encaminhado à coleta seletiva”.

Outros fatores que podem facilitar o recolhimento do lixo, segundo o fiscal de serviços Florentino Martinez, da empresa Litucera Limpeza e Engenharia Ltda., responsável pela coleta, é depositá-los em sacos resistentes e, no caso de materiais de vidro, em caixas de papelão para evitar acidentes.

Coleta seletiva

Em Araguaína, a coleta seletiva acontece com o apoio da população.

Materiais como papéis, plásticos, pilhas, alumínio, ferro e latas, cobres, lixos eletrônicos e vidros deverão ser armazenados separadamente e levados até Posto de Coleta de Resíduos, da Associação Movimento Ecológico Amigos do Meio Ambiente (Ameama).

O posto, que tem o apoio da Prefeitura, está localizado na Rua Juliana Pinheiro, nº 52, no Loteamento Céu Azul. Mais informações poderão ser obtidas pelo telefone (63) 3413-4822 ou pelo e-mail ameama@uol.com.br

Mudança no horário

Martinez aponta que alguns setores tiveram mudanças no horário de recolhimento no início deste ano. “Uma campanha de conscientização, com panfletos e visitas nas casas, informou os novos horários”, frisou o fiscal. A mudança foi necessária para atender todos os setores, já que houve um aumento no número desses.

Abaixo, seguem os bairros e os horários em que houve alterações no recolhimento do lixo. Nos demais bairros, os horários permanecem os mesmos.

Bairros Eldorado, São João, Santa Helena, Martim Jorge, Jorge Yunes, São Miguel, São Miguel, Urbanístico, Entroncamento e Aeroviário e a Rua Érico Veríssimo, do Setor Jardim Filadélfia (Tecnorte): coletas às terças-feiras e quintas-feiras, à noite, e aos sábados, pela manhã.

Setor Jardim Filadélfia: coletas às segundas-feiras,quartas-feiras e sextas-feiras, pela manhã.

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.