amastha
amastha

Em entrevista à TV Bandeirantes nessa terça-feira, 13, o prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PP), agrupou os tradicionais caciques do Tocantins no que chamou de “velha política” do Estado. O prefeito afirmou que incomoda esse grupo que sempre comandou como quis a política do Tocantins. “Há um desespero deles [“velha política”] com a nossa administração”, avaliou. Amastha ainda garantiu que acabou a especulação imobiliária em Palmas e que não abre mão de auditar cada centavo do dinheiro que a Foz/Saneatins quer da Caixa Econômica Federal para investir na universilização do saneamento da Capital. O prefeito ainda negou que esteja perseguindo a família da senadora Kátia Abreu (PSD), avaliou que o contrato do transporte coletivo deve ser rescindido e elogiou a postura dos veredores da Capital. Sobre o governo do Estado, Amastha disse que respeita o governador Siqueira Campos (PSDB), mas que ele deveria ter sido candidato a senador em 2010. “E falei isso a ele, foi um erro ser candidato a governador”, contou. Sobre a gestão Siqueira Campos, o prefeito disparou: “A idade pesa, os tempos mudam e esse governo obviamente não atendeu às nossas necessidades. Estão maculando a biografia do grande homem José Wilson Siqueira Campos, e, defintivamente, esse governo acabou sem nunca ter sido iniciado”.

 

(Portal CT)

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.