TCU

O Tribunal de Contas da União (TCU) entregou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), nessa quinta-feira, 26, a lista com os nomes e os processos de gestores públicos que tiveram as contas consideradas irregulares nos últimos oito anos.

A entrega do documento é uma exigência da Lei da Ficha Limpa, que precisa ser cumprida a cada ano eleitoral. São mais de 7 mil prefeitos, secretários e gestores de órgãos públicos de todo o Brasil que correm o risco de serem considerados com a ficha suja e impedidos de disputar as eleições deste ano.

Mas ter o nome na lista é só um indício, como explica o presidente do TSE, ministro Luis Fux. A lista será atualizada, diariamente, pelo TCU e deve ficar disponível para qualquer pessoa, pela internet.

Após o registro das candidaturas, quem tiver o registro questionado pelo Ministério Público, adversários ou partidos, será julgado pela Justiça Eleitoral e pode ter a candidatura impugnada.

O prazo para oficializar as candidaturas termina no dia 15 de agosto. (EBC)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.