A Polícia Civil do Estado do Tocantins, por intermédio das Delegacias de Guaraí e de Colmeia, efetuou na tarde desta quarta-feira, 4, por volta das 18h, à prisão temporária de Sebastião Luciano de Oliveira, 76 anos e de Renato da Silva Oliveira, 20 anos.

Ambos são investigados em inquérito policial, instaurado para apurar o crime de estupro de vulnerável com o resultado morte, praticado contra uma criança  de apenas 1 ano e 11 meses, fato que se deu, em tese, no dia 02/07/2018, na cidade de Couto Magalhães.

A Polícia Civil alerta que a prisão possui a finalidade de garantir que as investigações sejam realizadas com menor possibilidade de interferências dos encarcerados, pois, como preliminarmente restou-se apurado, há grande possibilidade de o crime ter sido cometido no seio familiar.

Dessa forma, somente após a conclusão do inquérito policial será possível concluir pela certeza da autoria, por parte dos representados. As investigações seguem em segredo de justiça. Os locais onde os presos foram recolhidos não serão divulgados para preservar a integridade deles.

O Delegado responsável pelo caso ressalta que qualquer pessoa que tenha alguma informação relevante sobre o fato, pode procurar as Delegacias de Policia Civil de Couto Magalhães, Colmeia ou Guaraí. Para realizar denúncia anônima ligue para o plantão da 5ª Regional de Policia Civil de Guaraí: 63 3464-1943.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.