Tratores entregues a prefeitos

Os prefeitos dos municípios de Ponte Alta do Bom Jesus e de Tupiratins assinaram na manhã desta sexta-feira, 6, o Termo de Sessão de Uso e receberam tratores, carretas e grades, que visam implementar a produção do segmento da Agricultura Familiar em seus respectivos municípios, por meio do Programa Terra Forte.

A expectativa da Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro) é entregar 90 tratores a 87 prefeituras a tempo de promover o preparo do solo para a próxima safra. O investimento demandou mais de R$ 15 milhões, recursos oriundos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), com contrapartida do Governo do Tocantins.

O prefeito de Tupiratins, Weltman Ayres Veloso, explicou que o maquinário é importante para o incremento da produção nos assentamento do município, alavancar a produção da agricultura familiar, melhorar a renda das famílias, e automaticamente, a economia do município. “Temos um assentamento com mais de 250 famílias, onde mais de 100 serão beneficiadas diretamente com o Programa Compra Direta a partir da conquista desses equipamentos. Esses equipamentos chegam em boa hora e vão dar bons frutos para a nossa comunidade, resumiu ele.

‘E muito importante, porque lá no município de Ponte alta do Bom Jesus temos uma zona rural muito extensa, com 17 povoados, com predominância de pequenas propriedades, então esses equipamentos vão ajudar muito à implementar a Agricultura Familiar, além de ajudar muito o Programa Compra Direta”, ressaltou o prefeito Yaporan Milhomem, explicando ainda que esses pequenos produtores dependem do poder público para ajudar no plantio e na colheita da produção. Yaporan ressaltou que o seu município, a exemplo de outras localidades do Estado, depende bastante do incremento da Agricultura Familiar para alavancar a economia local e esses maquinário vão ajudar a alavancar a economia do município.

O titular da pasta do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária, Thiago Dourado, disse que essas entregam são importantes porque ocorrem em um momento oportuno para o preparo do solo. “Com os recursos para melhorar o solo os nossos pequenos produtores vão conseguir produzir melhor e efetivamente ter uma renda para o sustento da família”, pontuou, explicando que a expectativa é que os demais municípios procedam à regularização da documentação para assinatura e recebimento dos equipamentos.

O programa

O programa Terra Forte visa a modernização de empreendimentos coletivos agroindustriais em Projetos de Assentamento da Reforma Agrária, criados ou reconhecidos pelo Incra, em todo o território nacional. No Tocantins, o programa atende a 14.400 famílias de agricultores familiares. Já existem 240 tratores e máquinas trabalhando em todos os 139 municípios, e cada conjunto de equipamentos atende, em média, a 60 propriedades.

No Tocantins, o número de agricultores familiares corresponde a aproximadamente 42 mil famílias, distribuídas em 540 assentamentos da Reforma Agrária (Incra) e do Crédito Fundiário, gerando cerca de 120 mil postos de ocupação e contribuindo com 40% do valor bruto da produção agropecuária, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e da Seagro/TO.

No Estado, 50% das terras destinadas às atividades agrárias (agricultura, pecuária, pastagens naturais e cultivada, e silvicultura) são ocupadas com atividades da agricultura familiar. Uma média de 18 hectares por unidade familiar, que produzem cerca de 70% dos alimentos consumidos na mesa dos tocantinenses, como a farinha de mandioca e derivados, arroz, leite, frutas, carnes (frango, suíno e bovino) e frutas.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.