No domingo, 10, a Polícia Militar fechou uma rinha de galo localizada em uma fazenda, na zona rural do município de Tocantinópolis. No local os policiais prenderam um aposentado de 79 anos e um estudante de 36 anos, e apreenderam 19 galos, quatro esporas de fibra, dois bicos de metal, e uma balança eletrônica.

Os policiais militares da guarnição Ambiental de Aguiarnópolis, pertencente ao Batalhão de Polícia Militar Ambiental – BPMA, receberam uma denúncia anônima informando que nos finais de semana, na Fazenda Canário, pessoas se reuniam para realizar a pratica conhecida como “briga de galo”.

Uma equipe de policiais militares se dirigiu à fazenda para averiguar a denúncia. Ao perceberem a presença policial algumas pessoas que estavam no local fugiram e abandonaram os animais. Apenas dois indivíduos permaneceram no local e foram detidos.

Os suspeitos e o material apreendido foram encaminhados e apresentados na Delegacia de  Tocantinópolis, onde foi lavrado um auto de infração aos envolvidos no valor de R$ 12.500,00. Os animais foram posteriormente entregues no Centro de Triagem de Animais Silvestres – CETAS de Araguaína –TO.

O BPMA adverte que é crime praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos, com Pena – detenção, de três meses a um ano, e multa, conforme Lei Ambiental nº 9065/98.

Esporas e bicos colocados nos animais durante as brigas
Esporas e bicos colocados nos animais durante as brigas
Animal apreendido
Animal apreendido

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.