O superintendente da Polícia Científica do Estado, Gilvan Nascimento Nolêto e a direção do Instituto Tocantinense Presidente Antônio Carlos (ITPAC), assinaram um Termo de Cooperação Técnico-Científica para amparar a pesquisa universitária e fortalecer o trabalho dos Peritos da regional de Araguaína. A solenidade de assinatura aconteceu nesta terça-feira, 07, às 15 horas, na sede administrativa do próprio ITPAC.

O Termo de Cooperação, que já conta com a assinatura do Secretário da Segurança Pública do Estado (SSP), César Roberto Simoni de Freitas, vai possibilitar ao Núcleo de Medicina Legal de Araguaína (IML), a melhorar o ambiente de trabalho e, consequentemente, levar mais qualidade aos serviços prestados à cidade e mais 13 Municípios.

De acordo com o superintendente da Polícia Cientifica, Gilvan Nolêto, a parceira entre as duas instituições visa à cooperação mútua no campo do estudo, ensino e da pesquisa científica, no campo da anatomia humana, anatomia patológica e na prática médico-legal.

“Ao contrário do que muitos pensam um IML não se resume em um depósito de cadáveres, e sim, um ambiente para a pesquisa e a troca de conhecimentos. Assim, tanto os profissionais do IML terão aperfeiçoamento técnico-cientifico, por estímulo de uma geração de conhecimentos novos, quanto os estudantes universitários o terão, por meio de capacitações e aperfeiçoamentos. Essa mútua cooperação é importante também, para a própria instituição de ensino, que terá à sua disposição o ambiente do Núcleo de Medicina Legal de Araguaína, para fins de estudo e pesquisas cientificas”, enfatiza Gilvan Nolêto.

De acordo com o Superintendente, “desde o ano passado a Polícia Cientifica do Estado inaugurou uma nova política de incentivo à pesquisa e continua de portas abertas para a cooperação com instituições interessadas em parcerias técnico-científicas que também beneficiem a sociedade, por extensão”.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.