Uma ação de combate à criminalidade, deflagrada, na tarde desta quarta-feira, 01, resultou na prisão de Lucas Dias da Silva, vulgo “Luquinhas”, de 18 anos de idade, naquele município.

Silva, que foi preso mediante o cumprimento de mandado de prisão preventiva é, segundo apontaram as investigações da PC, juntamente com seu comparsa, Elenilson Ferreira dos Santos, o qual foi preso na última terça-feira, 30, acusado de ser o autor de mais de 20 furtos efetuados, em Colinas em menos de três meses, sendo que somente na última semana, os dois furtaram três residências, na cidade.

Além disto, Santos e Silva se especializaram em furto a residência, sendo que ao adentrarem nos imóveis, os mesmos furtavam aparelhos eletrônicos (celulares, tabletes, notebook), bem como diversos outros objetos de pequeno porte e bicicletas pelo fato de serem mais fáceis de serem carregados.

Ainda conforme os Delegados, os mesmos possuem extensas fichas criminais, que foram iniciadas ainda quando os dois indivíduos eram menores de idade e começaram a praticar diversos furtos com o objetivo de financiar o consumo de entorpecentes.

Cerca de um ano atrás, quando ainda eram menores de idade, os dois presos foram os responsáveis pelo homicídio do pedreiro Alcides Ribeiro Silva, 51 anos, o qual foi surpreendido pelos meliantes, quando estes foram até a casa do mesmo para roubar certa quantia de dinheiro.

Também conforme a PC, atualmente os dois rapazes são considerados os maiores responsáveis pelos furtos a residências realizados na cidade. Após os procedimentos cabíveis, Lucas foi recolhido à carceragem da Cadeia Pública de Colinas, onde permanecerá a disposição do Poder Judiciário.

Com mais estas prisões, a 1ª e 2ª Delegacia de Colinas retiraram 10 (dez) criminosos das ruas de Colinas do Tocantins – TO em apenas uma semana, fato este que resultará em uma redução considerável dos furtos.(Ascom/SSP)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.