carro apreendido
carro apreendido

Acusada de desvios de verbas públicas, no município de Taipas, região sudeste do Tocantins, Ieda Mudesto Rodrigues, ex-secretária municipal de administração foi presa nessa quinta, 16, em sua residência, naquela cidade. Na operação, denominada pela Policia Civil de Caça Fantasmas, vários mandados de busca e apreensão foram executados em residências de Taipas do Tocantins e também nas cidades de Dianópolis e Conceição do Tocantins.

De acordo com o delegado responsável pela operação, Ibanez Aires da Silva Neto, foram seis meses de investigações, que tiveram inicio mediante solicitação do Ministério Público Estadual. “Trabalhamos seis meses, investigando todos os envolvidos e diante das provas obtidas, encaminhamos o pedido de prisão provisória de Ieda”. Durante as investigações, foi constatado que a ex-secretária Ieda Mudesto, na época responsável pela folha de pagamento da Prefeitura, desviava dinheiro público usando nomes de parentes e pessoas próximas, inclusive da própria mãe, Jozenilia Mudesto Damasceno, 52 anos e da irmã, Cintia Mudesto Rodrigues, 30 anos.

Outras pessoas foram beneficiadas sendo incluídas na Folha de pagamento dos servidores da prefeitura de Taipas, sem nunca ter trabalhado. A ex-secretária usava nomes fictícios, porém vinculados a CPFs e contas bancárias dos envolvidos, a maioria parentes e amigos próximos.

Durante as buscas, foi encontrada na casa de Raul Gomes Araújo, um dos beneficiados, grande quantidade de armas artesanais, utilizadas para caça, material de pesca predatória e munições. Na ocasião João José Araújo Filho, pai de Raul Gomes, se declarou proprietário dos objetos e autuado, em flagrante, por crimes ambientais e posse ilegal de arma de fogo e munições de uso permitido.

Foram apreendidos nas residências dos envolvidos: computadores, anotações, agendas, pouco mais de dois mil reais e um veículo cobalt 2014.

Tanto Ieda Mudesto, quanto as outras pessoas convocadas a prestarem depoimentos alegaram que só falaria diante da autoridade judicial. A ex-secretária foi encaminhada para a casa de prisão provisória de Dianópolis, onde aguardará transferência para a cadeia pública feminina de Brejinho de Nazaré, permanecendo à disposição da justiça.

Participaram da operação, juntamente com suas equipes os Delegados George Luiz Martins Dias, Afonso José Azevedo de Lyra Filho e Wanderson Chaves de Queiroz.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.