O candidato a governador nas eleições suplementares do dia 24 de junho, Vicentinho Alves (PR), realizou o último comício da campanha em Araguaína, com a presença de Magno Malta (PR), líder da bancada evangélica no Senado.  Eu vim aqui para pedir para aquelas pessoas que acreditam em mim, que acreditam na defesa dos valores da família brasileira, para votarem em Vicentinho, disse Malta.

Já Vicentinho iniciou seu discurso mostrando as certidões do Supremo Tribunal Federal (FTF) e Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª região, além dos sete destaques que votou a favor da Lei da Ficha Limpa, entregando os documentos a algumas mães presentes, como prova de 30 anos de vida pública sem manchas.

Ele disse que a maior obra que o Tocantins precisa agora é a restauração moral do poder público, para que o Estado possa cuidar das pessoas que mais precisam, citando a saúde pública como prioridade número um de sua gestão, se eleito governador.

Detran e as taxas abusivas

Disse também que irá, “numa canetada só”, acabar com a terceirização no Detran, que hoje cobra taxas consideradas abusivas para realizar serviços do órgão, como emitir e renovar carteiras, além de administrar os pátios de veículo apreendidos no Estado.

“Não paguem nada para o Detran até eu assumir, porque vocês não devem nada para a corrupção. Depois o Detran irá regularizar os veículos cobrando taxas justas e respeitando o cidadão e a cidadã”, afirmou.

Vicentinho pediu para que os eleitores se empenhem para sua vitória no dia 24, convencendo os indecisos. “Não podemos nos omitir na hora de definir o destino do Estado. Vamos unir as nossas forças, pensar nas pessoas que precisam de apoio. Agora está bem claro quem está correndo da Polícia e quem foi homenageado pela Polícia Federal”, disse o candidato.

Voto dos cristãos

O senador Magno Malta, ao fazer uso da palavra, disse: “Temos oportunidade de mudar o Brasil. E vamos começar pelo Tocantins, elegendo Vicentinho. Nesse momento a minha fala é para os que não votaram em Vicentinho no primeiro turno e para os indecisos. Peço que reflitam, comparem os candidatos, e tenho certeza de que votarão em Vicentinho”.

Depois de falar que a pior coisa do mundo é ingratidão (referindo-se a Ronaldo Dimas, que foi eleito prefeito de Araguaína com o apoio de Vicentinho e hoje não apoia sua candidatura), Magno Malta continuou: “Eu quero falar para quem que errou no primeiro turno, para que não erre no segundo. A doutrina cada um tem a sua, mas somos todos cristãos. Ou nós nos juntamos contra a corrupção ou continuaremos dominados por eles. Eles venceram porque nós, os cristãos, nos dividimos”.

Segundo Magno Malta, o Tocantins é uma miniatura do Brasil. “É o Estado que mais tem corruptos no Brasil. Se o Tocantins quer a corrupção, precisamos chorar pelo Tocantins. Mas se quer mudar esse estado de coisas, vamos eleger Vicentinho. Mais uma vez quero pedir a quem me segue nas redes sociais, a quem gosta de mim, que vote em Vicentinho”, finalizou.

Presença de várias lideranças

Participaram do comício em Araguaína o candidato a vice-governador da coligação A vez dos tocantinenses, vereador Divino Bethânia, o ex-deputado federal Edmundo Galdino, os deputados estaduais Jorge Frederico e Elenil da Penha, os prefeitos de Muricilândia, Carmolândia, Barra do Ouro, Filadélfia e Riachinho, vice-prefeitos de Araguaína, Fraudineis Fiomare, Santa Fé, Piraquê e Barra do Ouro, vereadores de Araguaína Ferreirinha, Edimar Leandro, Geraldo Silva e Enoque Neto e lideranças locais e regionais.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.