Foto: Divulgação

O Sindicato dos Farmacêuticos do Estado do Tocantins (Sindifato) orienta os farmacêuticos concursados da rede estadual, que ainda não fizeram seu requerimento para o pagamento das progressões atrasadas, que o façam o quanto antes, uma vez que o prazo prescreve em cinco anos.

Aqueles que tiverem interesse, deverão encaminhar e-mail para contato@sindifato.org.br para receber as orientações e procedimentos necessários para o requerimento das progressões.

“Em dezembro de 2017, o Sindifato iniciou uma campanha para cobrar do governo do Estado do Tocantins, o pagamento dessas progressões em atraso. Atualmente existem pouco mais de 350 farmacêuticos servidores públicos do Estado. Muitos, não receberam os efeitos financeiros referentes às progressões salariais dos anos anteriores”, explica o presidente do Sindifato, Pedro Henrique Goulart.

De acordo com o presidente, até o momento pouco mais de 50 farmacêuticos fizeram requerimento. “O efeito financeiro referente às progressões em atraso reflete nas férias e décimo terceiro, adicional de insalubridade e adicional noturno também”, lembra.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.