Jorge Frederico afirmou que se trata de extremo do ridículo do uso da máquina pública em favor do candidato chapa branca; estagiárias foram desligadas do Ciretram por usar o número 22 de Vicentinho em seus perfis pessoais no Instagram

O deputado estadual Jorge Frederico acusa o governo do interino Mauro Carlesse de perseguição contra servidores em órgão do Estado em Araguaína (384 km de Palmas). Em publicação em seu perfil no Twitter, o parlamentar, recém-filiado ao PMDB, denunciou o fato de estudantes que são estagiárias e prestam serviço ao Ciretran (Circunscrição Regional de Trânsito) terem sido desligadas das funções após utilizarem a marca “22” em seus perfis pessoais no Instagram. O 22 é o número do candidato a governador Vicentinho Alves.

O Ciretran é órgão do governo subordinado ao Detran (Departamento Estadual de Trânsito). Para o deputado, o fato representa o extremo do ridículo do uso da máquina pública em favor do candidato Carlesse.

O deputado questionou ainda o termo estabilidade, usado na campanha de Carlesse: Estabilidade é isso? Para o parlamentar, a atitude do governo Carlesse nesse caso representa perseguição covarde.

A postagem do deputado

Esta foi a postagem do deputado Jorge Frederico sobre o fato relacionado ao Ciretran de Araguaína: Chega ao extremo do ridículo o uso da máquina pública; Ciretran em Araguaína estudantes que são estagiárias foram dispensadas ontem porque colocaram em seus perfis no Instagram o 22. Estabilidade é isso? Isso pra mim é perseguição covarde.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.