O prefeito de Araguatins Cláudio Santana (MDB), não conseguiu dar maioria de votos no 2º turno para Vicentinho Alves (PR), candidato que ele e seu grupo apoiou na eleição suplementar que aconteceu neste domingo, 24. Santana está com baixa popularidade no município, sua administração é reprovada por grande maioria dos araguatinenses.

No 1º turno da eleição, no último dia 3 de junho, o prefeito também não conseguiu dar maioria para Vicentinho em Araguatins e passou por vexame.

No segundo turno o vexame foi ainda maior, pois o candidato a governador apoiado pelo prefeito [Vicentinho Alves] teve apenas 1.962 votos, que corresponde a 18,61% dos votos válidos, enquanto o candidato eleito Mauro Carlesse (PHS) obteve 8.600 votos, que corresponde a 81,39% dos votos válidos.

No apurado o total de votos foi de 13.505, destes, 10.567 foram válidos, que corresponde a 78,25%. Os votos em branco somaram 335, que corresponde a 2,48%. Os votos nulos somaram 2.603, que corresponde a 19, 27%. E as abstenções somaram 6.912, que corresponde a 33,85%.

Santana foi eleito em 2016, obtendo somente 339 votos na frente do segundo colocado, Aquiles da Areia (PRB). O atual prefeito desde que assumiu vem realizando uma administração tímida e sem expressão. População reclama bastante da atuação do executivo, os setores mais reclamados pela população são nas áreas da saúde, educação, infraestrutura e políticas públicas para melhorar a vida dos araguatinenses.

Resultado no Tocantins no 2º turno da eleição suplementar

Mauro Carlesse (PHS) foi eleito governador do Tocantins com 368.553 votos, que corresponde a 75,14% dos votos válidos contra 121.908 votos, de Vicentinho Alves (PR), que corresponde a 24,86%.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.