secretaria da saude
secretaria da saude

A Secretaria de Saúde de Araguaína, no norte do Tocantins, paralisou a realização de exames preventivos do câncer de colo de útero. Os testes foram interrompidos no último dia 17, quando chegou ao fim o contrato do Governo do Estado com o Laboratório e Gerência de Controle Oncológico.

Em média, todos os meses, 7 mil exames eram feitos no local, que recebia amostras de várias cidades do estado, incluindo a capital.

No postinho de saúde a sala de coleta não tem movimentação de pacientes. “Araguaína tem uma meta a cumprir, baseado no Instituto Nacional do Câncer, relacionada as estimativas. O Tocantins infelizmente está no ranking das maiores incidências do Brasil”, afirma a coordenadora da área de saúde da mulher, Antônia Macedo.

Só em Araguaína, por ano, cerca de 6 mil coletas para o exame do colo de útero são encaminhadas para o laboratório responsável pelo serviço. “Nós fomos surpereendidos pelo estado de que nós não deveríamos por enquanto realizar o exame já que nó só coletamos”, diz Antônia.

A mastologista Evelyn Lorena, que acompanha mulheres com câncer de colo de útero, diz que casos assim tem sido comuns em Araguaína. “O que tem que se fazer é a prevenção de rotina. O exame é barato e detecta as lesões antes de desenvolver o câncer”, explica.

Resposta

A Secretaria de Saúde do Tocantins disse que fez um novo processo de licitação para contratar um laboratório. O processo está sendo finalizado, mas não há um prazo para o retorno dos exames preventivos. (G1)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.