Foto: Portal Stylo
Foto: Portal Stylo

O pré-candidato à presidência da OAB-TO Walter Ohofugi descarta qualquer possibilidade de composição com integrantes da atual gestão da OAB, incluindo conselheiros federais na disputa eleitoral que ocorre no segundo semestre.

Segundo Walter, seu grupo é formado por profissionais descontentes com a atual gestão e se apresenta como uma alternativa inovadora para comandar a Ordem, depois de 26 anos sob controle de um mesmo grupo. “Estamos articulando uma oposição de verdade, sem conchavos, respeitando a vontade da maioria. E a maioria entende que uma composição com os atuais detentores de cargos relevantes na OAB frustraria as expectativas da maioria da classe no Estado que hoje deseja uma profunda mudança na OAB”, esclareceu Ohofugi.

Militante da advocacia tocantinense há 25 anos, Ohofugi tem reunido advogados nas principais cidades do Estado e relata que o sentimento oposicionista é forte e que, portanto, “é possível sim, termos uma oposição autêntica, sem o espírito dos conchavos oportunistas”. Walter Ohofugi disse que não vai encontrar dificuldades para montar uma chapa competitiva. “Não estamos negociando cargos na chapa com o propósito de vencer as eleições. Nosso critério é a qualidade dos quadros que irá refletir na eficiência da gestão”, explica, acrescentando que quem tem experiência em composições e negociações de cargos são os “chapas únicas”.

Walter Ohofugi disse que a situação e a dissidência da situação tentam a todo custo plantar boatos sobre a consistência da chapa de oposição. “Estamos firmes, percorrendo todo o Estado e teremos toda a estrutura necessária para disputarmos de forma competitiva. Quando as regras da disputa nos permitir, colocaremos toda a nossa campanha na rua. Agora o momento é de conversa e de interpretar o sentimento de insatisfação que predomina na classe. Walter Ohofugi aproveita para esclarecer que o professor Pedro Biazotto é um dos mais ativos militantes do seu grupo, tendo manifestando apoio total à sua candidatura. “Biazoto nos apoia e nunca cogitamos composição com o conselheiro Gedeon Pitaluga”, deixa claro Walter Ohofugi.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.