Servidores da prefeitura de Araguaína estão denunciando o atraso no pagamento de contratados do município, referente ao mês de maio deste ano. Entres os profissionais prejudicados com a situação, estão integrantes do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) e Centro de Referência Especializado de Assistência Social, entidades que são mantidas com o apoio de recursos do Governo Federal.

Resposta da Prefeitura

Nossa reportagem entrou em contato com a prefeitura para mais esclarecimentos sobre o caso. Em nota, a prefeitura confirmou a situação e justificou que o atraso se deu por causa de um bloqueio nas contas do Instituto Sócio Educacional Solidariedade (ISES), através do qual os servidores são contratados.

Ainda segundo a nota, o bloqueio aconteceu no estado de Sergipe, e a ação impossibilitou a transferência do pagamento dos servidores que de acordo com o município estariam com os valores liberados desde o último dia 5.

Ao todo, 1.350 trabalhadores estão esperando o pagamento dos salários. A prefeitura explicou que diante dessa situação, “teve que, após acordar junto ao Ministério Público Estadual, montar um cadastro e uma folha de pagamento para depositar o valor salarial de forma individual a cada servidor”.

De acordo com o município, “Nesta quinta-feira, 18, 70% dos pagamentos serão realizados nas contas dos servidores. Até sábado, todos devem estar com o salário disponível”. (Portal O Norte)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.