foto: patrulha na net
foto: patrulha na net

Uma barraca de cachorro quente foi  motivo de desentendimentos na noite desta última sexta-feira, 5, no Povoado Dezesseis, em Augustinópolis, onde está sendo realizado um festejo na igreja São João Batista.

Um padre chamou a polícia no final de semana para impedir uma senhora de vender lanches próximo à igreja. Segundo as vendedoras e o próprio padre, o motivo da discórdia seria a concorrência do produto, pois já havia outros lanches à venda no local.

Os policiais explicaram ao padre que a mulher não estava cometendo crime algum e que nada poderiam fazer para retirá-la do local. Insatisfeito com o posicionamento da polícia sobre o caso, o líder religioso teria entrado em contato com Juiz da cidade e com a Polícia Civil, no entanto, nenhuma ocorrência foi registrada sobre o caso.

foto: patrulha na net
foto: patrulha na net

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.