O ex-vereador Carlos Sérgio Rodrigues, da cidade de Dianópolis, foi condenado pelo crime de peculato, por se apropriar de diárias pegas pela Câmara Municipal sem comprovar gastos. Segundo os registros da Casa de Leis, nos períodos em que foram pagas as diárias ao parlamentar, ele se encontrava na própria cidade de Dianópolis, participando de sessões legislativas. O ex-vereador foi condenado a 4 anos e oito meses de reclusão, além de ter que ressarcir a quantia recebida indevidamente, acrescida de juros e correção monetária.

O Promotor de Justiça Luiz Francisco de Oliveira está avaliando a viabilidade de recorrer da pena, visando aumentá-la. A condenação foi proferida na segunda-feira, 15, pelo juiz Manuel de Faria Reis Neto.

O representante do Ministério Público Estadual lembra que o caso envolvendo o ex-vereador Carlos Sérgio Rodrigues é emblemático. Na ocasião, todos os nove parlamentares do município, mais dois servidores da Câmara, foram acusados pelo MPE de utilizar dinheiro público para o pagamento de diárias referentes a viagens que não foram realizadas. As irregularidades teriam ocorrido entre janeiro de 2009 e dezembro de 2011.

Já condenada
Além do ex-vereador Carlos Sérgio Rodrigues, também já foi condenada também pelo crime de peculato a servidora Adriana Reis Silva e Sousa, ex-chefe de Controle Interno da Câmara. Sua pena foi estipulada em 4 anos e 22 meses de reclusão, mas o Promotor de Justiça Luiz Antônio Francisco Pinto recorreu, requerendo que ela seja enquadrada também no artigo 288 do Código Penal, referente a formação de quadrilha.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.