O deputado estadual Ricardo Ayres (PSB) presidiu, na tarde da última terça-feira (23), audiência pública sobre o Instituto de Gestão Previdenciária do Tocantins (Igeprev), no auditório da Assembléia Legislativa. O evento foi sugerido pelo líder do governo na bancada, o deputado estadual Paulo Mourão (PT).

Mourão apresentou dados que mostram a difícil situação do Igeprev. Segundo ele, em janeiro de 2016, haverá um déficit de R$ 15 milhões, a ser financiado ou pelo Tesouro Estadual e, talvez, por servidores. Se nada for feito, ainda segundo Mourão, o rombo crescerá para R$ 226 milhões até 2021.

A audiência teve como resultado a criação de uma comissão para pesquisa e acompanhamento da evolução patrimonial do Igeprev, assim como as aplicações que foram e estão sendo feitas.

Ricardo Ayres afirma que a criação desta comissão é fundamental para garantir o futuro dos servidores do estado, que precisarão da previdência para ter uma vida futura tranquila. “Devemos cumprir a nossa obrigação como deputado e garantir o futuro dos nossos servidores”, disse.

Segundo o parlamentar o próximo passo é convocar a todos os membros desta comissão, que contará com a presença de dirigentes sindicais e parlamentares, reunir as informações sobre a tramitação dos processos nos órgãos competentes, que dizem respeito às aplicações realizadas, estudar e fazer um acompanhamento. “Faremos um estudo e um acompanhamento criterioso de tudo o que aconteceu, para que nada possa se repetir e para garantir que esse recurso volte aos cofres do nosso Estado e do Igeprev”, finalizou Ayres.

Representates do Igeprev, do Tribunal de Contas (TCE), do Ministério Público Estadual (MPE), da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), do  Sindicato dos Servidores Públicos do Estado do Tocantins (Sisepe), e servidores aposentados compareceram ao debate.(Ascom)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.