vereador neto pajeu apresentando a notificação. Foto: JM
vereador neto pajeu apresentando a notificação.
Foto: JM

A Assembleia de Deus Madureira, localizada no Setor Rodoviário, em Araguaína foi notificada no último sábado 13, pela Prefeitura de Araguaína. Segundo a nota, a citação da igreja evangélica se deu, devido a perturbação do sossego, já que no ambiente é frequente nas reuniões o uso de som.

O vereador evangélico Neto Pajeú (PR), repudiou a nota da prefeitura, e fez duras críticas ao prefeito Ronaldo Dimas, o parlamentar que é representante da Assembleia de Deus CIADSETA, participava de evento na Assembleia de Deus Madureira no momento da citação, ocasião em que apresentou publicamente o documento.

“Porque você persegue tanto o povo evangélico que votou em você?  Porque só no seu governo foi fechada igreja?”, indagou o vereador.

Para o parlamentar, o acontecido, é uma demonstração clara de perseguição religiosa por parte do prefeito ao povo evangélico de Araguaína.

O vereador frisou que no momento em que era realizada a reunião na igreja evangélica, acontecia também as festividades na Exposição Agropecuária (EXPOARA) no Parque de Exposição, e com o som em alta rotação que dava para ser ouvido em todos os cantos da cidade, e, estes, não teriam sido notificados pela prefeitura de Araguaína. (Colaborou: JM Notícia)

notificação
notificação
Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.