Na manhã da terça-feira, 23, a Polícia Militar de Tocantinópolis recebeu a visita dos alunos de uma escola particular do município, contemplados pelo Programa Educacional de Resistência as Drogas e a Violência – PROERD.

Os alunos da Escola “Nossa Escolinha” visitaram as instalações do quartel, onde funciona a sede da 5ª Companhia Independente da PM. Acompanhados dos professores e pelos instrutores do Programa, os alunos tiveram a oportunidade de conhecer na prática como funciona o Serviço Policial Militar – SPM. Visitaram as diversas seções e o Comando da Companhia, onde puderam esclarecer várias dúvidas de como é o dia-a-dia e a estrutura de atendimentos das ocorrências nas 11 cidades que compõe a 5ª CIPM.

Na oportunidade, os alunos fizeram várias perguntas aos Chefes e Auxiliares das seções, conheceram ainda alguns materiais que fazem parte do trabalho da Polícia Militar como as viaturas, o Rádio de Transmissão e os coletes balísticos.

Ainda na visita, os alunos conheceram a mascote do Programa, o Leãozinho DARE, que foi adquirido em parceria com as Prefeituras e comerciantes das cidades onde o programa é desenvolvido.  O “Leão” foi escolhido como mascote do PROERD por ser um animal forte, com presença, que tem coragem e domina seu território, além de proteger sua prole dos inimigos e a droga é um inimigo da sociedade. O nome DARE vem do inglês Drug Abuse Resistence Education que quer dizer “resistindo ao abuso das drogas pela educação”.

Neste ano O PROERD atenderá ao todo três municípios sendo eles Tocantinópolis, Aguiarnópolis e Palmeiras, por meio de três instrutores, que atenderão cerca de 2.330 alunos distribuídos em 38 escolas. O programa consiste em Policiais Militares fardados ministrarem aulas para alunos no ensino fundamental e infantil, direcionados aos mais diversos temas, como drogas, violência, valores cívicos, estrutura familiar, pressão de grupo entre outros relacionados à conscientização em resistir ao convite para consumo de drogas licitas ou ilícitas.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.