imagem ilustrativa
imagem ilustrativa

As entidades classistas que representam as diversas categorias de servidores públicos no Estado do Tocantins continuam unidas na luta pelo retorno da jornada de 06 horas no Poder Executivo do Tocantins. No último dia 22, foi protocolado mais um ofício ao governador Sandoval Cardoso, no qual é solicitada a regulamentação do artigo 19 da lei 1.818, de 23 de agosto de 2007 para instituir, em definitivo, a jornada de trabalho de 06 horas diárias, em dois turnos, ou seja, das 08 às 14 e outro turno das 12 às 18 horas.

O ofício é assinado por 15 entidades e foi protocolado pelo vice-presidente do SISEPE-TO, Milton Gomes Rocha e pelo diretor geral, Clayrton Cleiber. Nele, as entidades solicitam também uma audiência com o governador para tratar do assunto. As entidades destacaram ainda a realização de uma pesquisa junto aos 4.392 servidores públicos que apontou que 98,5% querem o retorno da jornada de seis horas diárias.

JORNADA

A jornada de 06 horas diárias foi instituída pelo Governo através de decreto no dia 24 de outubro de 2012. Revogada no dia 27 de maio, sem prévia discussão com a categoria, o fim da jornada tem causado diversos transtornos aos servidores que tiveram de refazer suas rotinas, especialmente aqueles que são pais e não têm com quem deixar seus filhos em virtude do retorno à jornada de 08 horas.

(Ascom/sisepe)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.