Reunião improvisada na Avenida Neblina, por causa do fechamento do Comitê Amastha 40

Prevista para uma reunião de inauguração oficial de um comitê se transformou em um ato que marcará a arrancada final para a vitória de Carlos Amastha (PSB) na eleição suplementar para governador do Tocantins em 3 de junho. Essa foi a sensação da reunião do candidato a governador pela coligação “A Verdadeira Mudança” na noite dessa terça-feira, dia 22, na Avenida Neblina, em Araguaína, no norte do Tocantins. “A velha política tenta nos prejudicar, nos atrapalhar, mas eles só nos fortalecem. Vão ter que tirar a gente no voto… E no voto não vão tirar porque o tocantinense quer virar essa página e confia naquilo que fizemos em Palmas e no que podemos fazer no Estado. Vamos ganhar é já no primeiro turno”, discursou Amastha durante o encontro, ovacionado pelos moradores da cidade.

O clima no evento era de entusiasmo. Poucas horas antes da reunião, uma decisão judicial fechou o comitê de Amastha na cidade por um simples erro no número do prédio informado à Justiça Eleitoral. Para a coligação, a ação foi “truculenta” e perseguição contra o candidato. Tanto é que na mesma noite, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) derrubou a decisão e reabriu o comitê.

Durante a reunião, Amastha recebeu novas manifestações de líderes políticos locais. “Amastha é a solução para resolver os problemas do Tocantins neste momento crítico. Vamos unir forças, Araguaína… Vamos unir forças, juventude, presidentes de bairros e toda a população para dar ao Estado o que ele necessita, que é uma gestão eficaz e inovadora”, afirmou o vereador Leonardo Lima, de Araguaína.

Outro parlamentar da Câmara da cidade que reforçou a intenção de votar e pedir voto a Amastha foi Wagner Enoque: “Amastha é a garantia de mudar a história do Tocantins. Governador, faço um pedido: Trate bem, com dignidade e respeito, todo o nosso povo como o senhor tratou o povo de Palmas nesses cinco anos à frente da Prefeitura”.

Amastha é o mais preparado, diz Célio Moura

Outro discurso marcante foi do candidato a vice-governador, o advogado Célio Moura, que mora há 40 anos em Araguaína. “Amastha é o mais preparado e tem o que mostrar, diferente dos demais candidatos. Amastha fez em Palmas, transformou aquela cidade. Queremos que ele transforme também o Tocantins”, disse o advogado. “Araguaína não pode perder para Balsas, para Marabá e para Imperatriz. Somos mais fortes, mas precisamos de saúde digna, de educação exemplar como tem em Palmas”, complementou.

Em cinco anos no comando da prefeitura de Palmas, Amastha fez 20 novas unidades de saúde, três escolas de tempo integral, universalizou o saneamento básico na cidade, fez políticas públicas que garantiram qualidade e índices positivos nas áreas de saúde e educação de Palmas, referência nesses setores. Além disso, desenvolveu o turismo de negócios, turismo religioso e convencional, incrementando as atividades econômicas do setor, gerando emprego e renda ao município. “Os outros prometem, prometem e prometem há 30 anos o que nunca fizeram. E prometem novamente. Não caímos mais nessa. O povo não é bobo”, finalizou Amastha.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.