Operação Indecórus, realizada em parceria com as Delegacias Regional de Porto Nacional, Regional de Palmas, de Investigações Criminais de Palmas e o Grupo de Operações Táticas Especiais (Gote), realizada pela Corregedoria da Polícia Civil, nesta quarta-feira, 16, prendeu um policial da mesma instituição suspeito de usar o nome de presos para fazer financiamentos de carros.

Além de financiar carros, também era utilizado detentos para serviços pessoais fora das instituições carcerárias. Foram cumpridos dois mandados de prisão, um contra o policial e outro contra o filho dele.

Oito mandados de busca e apreensão em residências e na Casa de Prisão Provisória de Porto Nacional também foram cumpridos. A corregedoria começou a investigar o caso há dois meses atrás.

Segundo a corregedoria, o policial civil está sendo investigado pelos crimes de peculato e corrupção passiva.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.