Líder comunitária reconhecida internacionalmente, Raimunda Gomes da Silva, a Dona Raimunda Quebradeira de Coco, ratificou declaração de apoio e manifestou voto ao candidato a governador do Tocantins Carlos Amastha (PSB). O ex-prefeito de Palmas que concorre no pleito suplementar de 3 de junho esteve nesse sábado, dia 19, na casa de Dona Raimunda, extrativista da quebra de coco babaçu, onde conversou bastante com ela e também com o seu marido, Antônio Cipriano, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais da região do Bico do Papagaio. “Eu vou votar nele. Se ele ganhar, eu ficarei feliz”, afirmou Dona Raimunda.

Ela mora no assentamento Sete Barracas, em São Miguel do Tocantins, no Bico do Papagaio, extremo norte do Tocantins. Recentemente, já havia declarado apoio a Amastha. “Eu vou apoiar quem eu quero porque lutei mais de 40 anos para ser livre, o que sou hoje junto com a minha família”, disse, no início do mês, quando o candidato a vice-governador na chapa, o advogado Célio Moura, a visitou.

Amastha emocionado com o apoio

Amastha afirmou ter ficado emocionado com a manifestação de Dona Raimunda. “Uma mulher que representa dignamente um povo, que tem a confiança e é mais do que querida por esse povo nos enobrece muito com esse apoio. Uma mulher que o Tocantins, o Brasil e o mundo reverenciam”, disse Amastha. “Para mim é gratificante, aumenta a nossa responsabilidade de colocar em prática nossos planos para melhorar a vida dos tocantinenses. Dona Raimunda, com sua luz, importância aliada à simplicidade nos dá mais força e garra para continuarmos nossa caminhada, que é por ela, por todas as quebradeiras de coco e por todos aqueles que constroem a cada diz esse Estado”, complementou.

Amastha reforçou o compromisso de buscar meios para proporcionar melhorias no trabalho dos extrativistas e dos agricultores familiares da região. “Nosso compromisso em cada município e cada região do Tocantins é fazer com que o Estado, como propulsor do desenvolvimento, contribua com as atividades que geram emprego e renda. Buscaremos medidas para agregar valor aos produtos, com agroindústrias, faremos capacitação aos que vivem do campo e ofereceremos financiamento com juros baixos para que possam crescer”, finalizou.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.