Vereador Léo Barbosa

O vereador Léo Barbosa denunciou, nesta quarta-feira, 09, em plenário, a falta de transporte escolar para os alunos que moram na região do PA Veredão, zona rural da capital.

Conforme informações de duas mães que procuraram o parlamentar para pedir que ele solicite esclarecimentos à Secretaria de Educação e à Prefeitura, cerca de 40 alunos da escola municipal Sueli Pereira de Almeida Reche estão com dificuldades para frequentar as aulas.
As mães alegam que a rota do único ônibus que passa no local mudou e as crianças precisam andar entre três e 4 km para chegarem ao ponto. “Uma criança de 4 ou 5 anos não tem como caminhar tanto para pegar o transporte e ainda chegar na escola com os pés sujos de barro e poeira. A prefeitura tem que fazer o serviço que lhe compete”, ressaltou Léo.
Barbosa lembrou ainda que durante a votação do orçamento anual já estava incluso as despesas com transporte escolar de alunos da zona rural e disse querer saber o que estão fazendo com este dinheiro. “Muitos aqui [vereadores] votaram em reduzir a verba para a educação e a alegação é que tinha dinheiro para prestar todos os serviços, agora não estão atendendo as crianças da zona rural como deveriam”, enfatizou.
Além de cobrar providências para resolver o problema dos alunos, Barbosa disse que a gestão da prefeita Cinthia Ribeiro “tem sido insossa”. “Nós sabemos que o município de Palmas esperava dar uma guinada nesse novo momento administrativo e o que nós estamos vendo é uma cidade cada vez pior”, completou.
Para o vice-presidente da câmara, a prefeitura não tem administrado Palmas de forma igualitária e enquanto resolve as demandas do centro da cidade, negligencia a zona rural e os distritos.
Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.