Ilustrativa

O Juizado Especial Cível e Criminal de Dianópolis mediou conciliação entre duas vizinhas que brigavam na Justiça por conta de muro construído entre as casas delas. O acordo foi fechado durante audiência de Instrução, na última segunda-feira, 14.

Conforme consta nos autos, a autora da ação reclamava de uma reforma realizada pela vizinha no muro que divide as duas casas. Com a elevação da altura do muro, a parede que fica do lado da residência da autora teria ficado com os tijolos à vista (sem reboco) e a construção ainda teria ultrapassado a linha divisória entre os terrenos.

No acordo, mediado pelo juiz Jocy Gomes de Almeida, ficou definido que a vizinha que reformou o muro irá fazer o reboco da parede da casa da autora da ação, em toda extensão da área recentemente edificada. O prazo dado pelo magistrado para a realização do serviço foi 15 dias, sob pena de multa diária de R$ 100 (ao limite de R$ 2 mil).

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.