O protesto dos caminhoneiros continua no Tocantins em vários trechos de rodovias federais e estaduais. O motivo é a alta dos combustíveis. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, há interdições em Araguaína, Colinas do Tocantins, Fortaleza do Tabocão, Paraíso do Tocantins, Gurupi, Pedro Afonso e Nova Olinda. Em Alvorada, também foi registrado protesto, mas não há interdição. Os atos começaram nesta segunda-feira, 21.

Um dos organizadores do movimento em Paraíso do Tocantins, Amaury Lima, disse que vai intensificar o movimento nos trechos da TO-080 que dão acesso a Palmas. “Vamos fechar o trecho da TO-080 que liga Paraíso do Tocantins a Palmas e no trecho que dá acesso a Divinópolis. Queremos fechar todas as entradas e impedir a passagem de caminhões-tanque para que os postos não sejam abastecidos”, informou.

Em Gurupi, caminhões estão parados na beira da BR-153. Eles usam faixas para informar sobre o movimento e colocam pneus na pista para impedir a passagem de caminhonetes e caminhões.

Conforme a Polícia Rodoviária Federal, em nenhum dos trechos o trânsito foi totalmente fechado, pois o bloqueio está sendo apenas para veículos de carga. Em alguns trechos, os manifestantes atearam fogo em pneus. (G1)

Segundo a PRF, a interdição é nos seguintes trechos:

Colinas do Tocantins – BR-153, km 245

Fortaleza do Tabocão – BR-153, km 360

Paraíso do Tocantins – BR-153, km 492

Gurupi – BR-153, km 674

Pedro Afonso – BR-235, km 64

Araguaína – BR-153, km 152

Nova Olinda – BR-153, km 208

BR-153 – Paraíso – Foto: NT

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.