Câmara de Porto Nacional

A Câmara Municipal de Porto Nacional, realizou nesta terça-feira, 15, às 19h uma Audiência Pública no Colégio Estadual Angélica Ribeiro Aranha, para tratar de assuntos relacionados a infra estrutura, melhorias  e ações da gestão visando cumprir propostas de campanha na região sul do município, abrangendo os setores, Alto da Colina, Porto Imperial, São José e Setor Garcia. Estavam presentes, os vereadores Djalma Araujo, autor do requerimento para a realização da Audiência Pública, o vereador Miúdo, a defensora pública, Dra. Kenia Martins, o assistente social, Jurimar Júnior, a diretora do colégio Angélica Aranha, Gladys Helena Homrich e representando o prefeito, o secretário de governo, Geylson Neres. Participaram várias lideranças da comunidade local e moradores da região sul de Porto Nacional.

Após a abertura feita pelo vereador Djalma Araujo e bênção inicial com Pastor Jânio, a palavra foi franqueada aos representantes de cada região para levantar as demandas e as dificuldades de cada região. Fizeram uso da palavra Alessandro Belém de Oliveira,  Osmano,  a defensora pública, Dra. Kenia Martins, Valdemir Gomes, Fábio Tatu,  Gladys Helena, diretora do colégio Angélica Aranha, o professor Antônio Castro, Robson Pinheiro, Hernandes Márcio Belém, o pastor Jânio, Luiza Monteiro, Agenor Alves, Charles Pereira Mascarenhas. Logo após o levantamento das demandas, fez uso da palavra, a Dra. Kenia,  o vereador Miúdo e encerrando o secretário de governo, Geylson Neres.

As demandas elencadas foram:

Iluminação pública e extensão de rede elétrica na Rua 10, setor Porto Imperial;

Extensão de rede água;

Drenagem pluvial;

Regularização fundiária, setor São José;

Recuperação de ruas intransitáveis;

Quadra esportiva;

Limpeza do matagal;

Revitalização da entrada da cidade;

Campo próprio;

Pavimentação asfáltica;

Segurança Pública;

Apoio para implantação do EJA 2º e 3º segmento ( para que os alunos possam deslocar em segurança no período noturno);

Redutores de velocidade  e placas indicativas do Colégio Angélica Aranha;

Faixas de pedestres para a travessia do anel viário;

Abrir rua atrás do Colégio Angélica Aranha e arborizar;

Projeto Rua 200 (cratera);

Falta de assistência social na região;

Escola inacabada;

Atendimento precário Posto de Saúde, exames, consultas, pedidos do SUS;

Coleta de Lixo;

Relatos de abusos e violências domesticas e sexuais na região;

Implantação de um CRAS que atenda a região sul;

Hospital Universtário.

Estas foram as demandas que os moradores locais levantaram. A Dra. Kenia, deixou agendada uma data em que a Defensoria Pública realizará na região um atendimento coletivo, dia 08 de junho a partir das 16h, no Colégio Angélica Aranha, onde a instituição irá conversar com a comunidade para oficializar demanda da região ao poder público.

O secretário de governo, Geylson Neres, encerrou a noite, destacando a importância de ouvir as dificuldades da região, conclui que receberá todas as demandas e trará a resposta para cada uma delas individualmente, se poderá ser realizada ou não, quando e como, para que audiência tenha resultados efetivos. Desta forma, será agendada uma outra audiência, na segunda quinzena de junho para trazer a comunidade da região as respostas para seus questionamentos.

Para o vereador Djalma Araujo, a Audiência foi produtiva, a partir do momento em que o secretário Geylson Neres, se compromete a voltar a comunidade com as respostas para suas demandas e procurar resolver, na medida do possível os anseios da região.

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.