Wanderlei Barbosa discursa durante evento/
Foto: Ises Oliveira

A Audiência Pública realizada nesta segunda-feira, 8 de maio, no Plenário da Assembleia Legislativa definiu ações importantes para a retomada da construção da BR-010, no trecho entre os municípios de Aparecida do Rio Negro a Goiatins. Imbuídos da importância da rodovia federal para o desenvolvimento do Tocantins, em especial da região nordeste do Estado, os participantes prometeram juntar forças para resolver questões ambientais, para que a obra possa receber recursos federais para o seu andamento.

Solicitada pelo Movimento Pró-BR-010 a audiência pública foi viabilizada por meio de requerimento do deputado estadual Wanderlei Barbosa (SD), com o apoio do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Mauro Carlesse (PHS).  “O que queremos é priorizar a construção e o asfaltamento do trecho entre Aparecida e Goiatins. E esta audiência não terá sentido se não houver o envolvimento da bancada federal do Tocantins no projeto”, disse Wanderlei em seu pronunciamento inicial.

Representando a banda federal do Tocantins o deputado Vicentinho Júnior disse que a necessidade de destinação de recursos para a rodovia é consenso entre os parlamentares tocantinense, mas que a garantia desse pleito no Orçamento da União depende da solução de entraves ambientais e dos projetos. “Para colocarmos verba no orçamento, fazer a licitação dos trechos e iniciar a construção devemos resolver questões junto à FUNAI, IBAMA e DNIT. Vamos nos reunir com esses órgãos e saber o que precisa ser feito”, disse Vicentinho.

Indagado pelo deputado estadual Olyntho Neto (PSDB) sobre o porquê da falta de projetos para o trecho não pavimentado da BR-010, o diretor Regional do DNIT, Eduardo Suassuna apontou os gargalos para a retomada das obras da rodovia. “Primeiro os projetos devem ser destravados no DNIT nacional, segundo a obtenção das licenças ambientais e autorização dos indígenas impactados e terceiro a garantia dos recursos no Orçamento da União”, disse Suassuna, que se colocou a disposição para ajudar nesse trabalho.

Diante da proposta do deputado Wanderlei, ficou definido como primeiro passo a realização de uma reunião com o Dnit-TO, com data a ser definida, para conhecer formalmente os verdadeiros pontos que dificultam a elaboração dos projetos da BR-010 no Estado. No objetivo de engrossar a luta pela rodovia, o Pró-BR-010 convidou as demais entidades de classes presentes na audiência, para compor o Movimento, a exemplo da Associação dos Produtores de Soja do Estado do Tocantins (Aprosoja), representada pelo seu presidente Ruben Ritter.

Compareceram também os deputados, Eli Borges (Pros), Vaderez Castelo Branco (PP), Ivory de Lira (PPL), Alan Barbiero (PSB) e Valdemar Júnior (PMDB), o prefeito de Rio Sono Doutor João; prefeito de Aparecida do Rio Negro, Deusimar Amorim; prefeito de Tocantínia, Manoel Silvino Ainda e o vereador de Itacajá, Júlio César.  Ainda o presidente da Força Sindical do Estado do Tocantins, Carlo Augusto de Oliveira; presidente do Sindicato dos Caminhoneiros do Estado do Tocantins, José Aparecido; representante do Sindicato das Empresas Transportadoras de Cargas, Jairo Lourenço Costa; presidente do Sindicato dos Motoristas do Estado do Tocantins, José Antônio de Carvalho, dentre outras autoridades e convidados. (Elpídio Lopes)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.