A proposta é resultado do encontro realizado na sala de reuniões da Presidência

A Assembleia Legislativa realiza nesta segunda-feira, 08, Audiência Pública, atendendo a requerimento de autoria do deputado Wanderlei Barbosa (SD), aprovado pela Comissão de Administração, Trabalho, Defesa do Consumidor, Transportes, Desenvolvimento Urbano e Serviço Público. O encontro discutirá  a construção do trecho da BR-010 compreendido entre Aparecida do Rio Negro e Goiatins, e  no município de Paranã.

A comissão está convidando diversos segmentos das áreas pública e privada para discutir a importância e o reinício da construção da BR-010 em território tocantinense.

Entre os convidados estão o DNIT-TO, a bancada federal do Estado, prefeituras e câmaras municipais de cidades às margens da rodovia, Fundação Nacional do Índio (Funai), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Federação da Indústria do Estado do Tocantins (Fieto), Associação dos Produtores de Soja (Aprosoja-TO), Ministério Público Federal (MPF), Cooperativa Agroindustrial do Tocantins (Coapa) e Sindicato dos Caminhoneiros do Estado do Tocantins.

O movimento reivindica a construção dos trechos compreendidos entre Aparecida do Rio Negro e Goiatins, e no município de Paranã. Solicita também que a bancada federal do Tocantins inclua emenda impositiva no Orçamento Geral da União de 2018 para a obra. Cobra-se ainda do Governo do Estado a transferência da administração da T0-020, entre Palmas e Aparecida do Rio Negro, da TO-050 e TO-070, de Silvanópolis a Palmas, para o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT-TO).

A proposta foi resultado do encontro realizado na sala de reuniões da Presidência no dia 11 de abril deste ano, entre o presidente da Casa, deputado Mauro Carlesse (PHS), o deputado Wanderlei Barbosa e de representantes do Movimento Pró-BR-010.

O evento acontecerá no plenário da Casa na próxima segunda-feira, dia 8, às 9 horas.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.