O Sinpol-TO (Sindicado dos Policiais Civis do Tocantins) esteve, na tarde de quinta-feira, 28 de maio, reunido com os sindicatos representativos das diversas categorias de servidores públicos no intuito de buscar uma solução pra data-base. Por lei, o governo deveria repor a inflação nesta folha salarial, mas está propondo um parcelamento em três vezes com apenas 1% a ser concedido neste ano.

Depois de horas de reunião, foi deliberado que os representantes retornarão na segunda-feira ao palácio Araguaia na tentativa de uma audiência com o governador.

Na terça-feira, após a assembleia geral do Sinpol-TO, os policiais vão se juntar aos demais servidores em passeata pelas secretarias do governo, Assembleia Legislativa e Palácio Araguaia. “A passeata é para mostrar o repúdio a essa proposta de 1%”, destacou o presidente do Sinpol, Moisemar Marinho.

Para o Sinpol, se o governo insistir com essa proposta, a greve geral dos serviços públicos será a única alternativa.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.